Archive for the ‘Uncategorized’ Category

In Memoriam: Medo de Avião

maio 1, 2017

Belchior

Foi por medo de avião
Que eu segurei
Pela primeira vez a tua mão
Um gole de conhaque
Aquele toque em teu cetim
Que coisa adolescente
James Dean

Foi por medo de avião
Que eu segurei
Pela primeira vez a tua mão
Não fico mais nervoso
Você já não grita
E a aeromoça, sexy
Fica mais bonita

Foi por medo de avião
Que eu segurei
Pela primeira vez a tua mão
Agora ficou fácil
Todo mundo compreende
Aquele toque Beatle
I wanna hold your hand

Agora ficou fácil
Todo mundo compreende
Aquele toque Beatle
I wanna hold your hand
Aquele toque Beatle
I wanna hold your hand

Yeh, Yeh, Yeh!
Yeh, Yeh, Yeh!
Yeh, Yeh, Yeh!
Yeeeh!

Anúncios

In Memoriam: como nossos pais

abril 30, 2017

Belchior

Não quero lhe falar
Meu grande amor
Das coisas que aprendi
Nos discos
Quero lhe contar como eu vivi
E tudo o que aconteceu comigo

Viver é melhor que sonhar
Eu sei que o amor
É uma coisa boa
Mas também sei
Que qualquer canto
É menor do que a vida
De qualquer pessoa

Por isso cuidado, meu bem
Há perigo na esquina
Eles venceram e o sinal
Está fechado pra nós
Que somos jovens

Para abraçar meu irmão
E beijar minha menina na rua
É que se fez o meu lábio
O meu braço e a minha voz

Você me pergunta
Pela minha paixão
Digo que estou encantado
Como uma nova invenção
Vou ficar nesta cidade
Não vou voltar pro sertão
Pois vejo vir vindo no vento
O cheiro da nova estação
E eu sinto tudo na ferida viva
Do meu coração

Já faz tempo
E eu vi você na rua
Cabelo ao vento
Gente jovem reunida
Na parede da memória
Esta lembrança
É o quadro que dói mais

Minha dor é perceber
Que apesar de termos
Feito tudo, tudo, tudo
Tudo o que fizemos
Ainda somos os mesmos
E vivemos
Ainda somos os mesmos
E vivemos
Como os nossos pais

Nossos ídolos
Ainda são os mesmos
E as aparências, as aparências
Não enganam, não
Você diz que depois deles
Não apareceu mais ninguém

Você pode até dizer
Que eu estou por fora
Ou então
Que eu estou enganando

Mas é você
Que ama o passado
E que não vê
É você
Que ama o passado
E que não vê
Que o novo sempre vem

E hoje eu sei, eu sei
Que quem me deu a ideia
De uma nova consciência
E juventude
Está em casa
Guardado por Deus
Contando o seus metais

Minha dor é perceber
Que apesar de termos
Feito tudo, tudo, tudo
Tudo o que fizemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Como os nossos pais
Add a playlist
Tamanho
A
A
Cifra
Imprimir
Corrigir
Composição: Belchior · Esse não é o compositor? Nos avise.
Legendado por Jean
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Recomendar Twitter Google+
Mais ouvidas de Belchior

Ver todas as músicas de Belchior →
Coração Selvagem
A Palo Seco
Alucinação
Apenas Um Rapaz Latino-americano
Tudo Outra Vez
Divina Comédia Humana
Velha Roupa Colorida
Fotografia 3X4
Comentários a Respeito de John
Sujeito de Sorte
Paralelas
Como Nossos Pais
Na Hora do Almoço
Pequeno Mapa do Tempo
Conheço o Meu Lugar
Todo Sujo de Batom
Galos, Noites e Quintais
Não Leve Flores
Medo de Avião
Como o Diabo Gosta
Playlists relacionadas

Ver mais playlists →

Recomendados para você

Alucinação – Belchior – LETRAS.MUS.BR

Triste Bahia – Caetano Veloso – LETRAS.MUS.BR
Patrocinado
1 Truque para controlar a pressão alta
Solução para Hipertensão
Patrocinado
O que é Ejaculação Precoce e como Cura-la Naturalmente
Programa Cae 4S
Patrocinado
Fotos de antes e depois geram polêmica entre blogueiras e creme…
Instantly Anti-Aging
Recomendado por
MAIS ACESSADOS
Todos Rock Gospel Sertanejo Funk Mais
Ver mais músicas e artistas →
Despacito (part. Daddy Yankee)
Luis Fonsi
Despacito (Remix) (feat. Luis Fonsi & Daddy Yankee)
Justin Bieber
Trem Bala
Ana Vilela
Vai Embrazando (part. MC Vigary)
MC Zaac
Te Assumi Pro Brasil
Matheus e Kauan
Fica (part. Matheus e Kauan)
Anavitória
Shape Of You
Ed Sheeran
Eu Não Quero Casar
Thiago Matheus
Eu Era
Marcos e Belutti
Ka Ka Ka
Ney Alves
Luis Fonsi
Justin Bieber
Henrique e Juliano

play
aleatório opções playlist
Todos os artistas
ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ0/9
Músicas
Top músicas
Atualizações
Lançamentos
Playlists do Letras
Crie suas playlists
Rádios
Artistas
Top Artistas
Top Álbuns
Participe
Crie seu perfil musical
Envie álbuns
Envie letras
Correções de letras
Sobre o site
Ajuda
Anuncie no Letras
Termos de uso e Política de privacidade
Regras de uso
Aplicativos e plugins
Disponível no
Google Play
Baixar na
App Store
Baixar na
Microsoft
Plugin
Chrome
Windows
Media Player
Windows
Winamp
Mac
iTunes
Siga o Letras
Facebook Instagram Twiter
Idiomas
Ver en español See in english
Studio Sol
Feito com amor em Belo Horizonte
© 2003 – 2017, 2.4 milhões de músicas, 64.8 milhões de visitas em Março
Muito mais que letras de músicas
Mais música em:
Cifra Club Palco MP3
Parceiro
R7.com
 

Carnaval – Criatura

março 1, 2017

Cheiro De Amor

Falta eu cantar aquela música, que fala de amor
Falta eu pedir a lua nova, expiração
Ah, saudade é feita de amor
A tarde vem o pôr do sol te ver
Vem cá me dá a tua mão macia
E a gente faz o abraço
Mudou de cor
É fácil decifrar teu nome
Felicidade não se faz numa só canção
E juramento de fazer sorrir
Vou te levar pra ser feliz
Uma criatura, parou pra mim
Olhou pra mim, bailou pra mim
Uma criatura, parou pra mim
Olhou pra mim, bailou pra mim
Uma criatura
Falta eu cantar aquela música, que fala de amor
Falta eu pedir a lua nova, expiração
Ah, saudade é feita de amor
A tarde vem o pôr do sol te ver
Vem cá me dá a tua mão macia
E a gente faz o abraço
Mudou de cor
É fácil decifrar teu nome
Felicidade não se faz numa só canção
E juramento de fazer sorrir
Vou te levar pra ser feliz
Uma criatura, parou pra mim
Olhou pra mim, bailou pra mim
Uma criatura, parou pra mim
Olhou pra mim, bailou pra mim
Uma criatura
Ah, saudade é feita de amor
A tarde vem o pôr do sol te ver
Vem cá me dá a tua mão macia
Uma criatura, parou pra mim
Olhou pra mim, bailou pra mim
Uma criatura, parou pra mim
Olhou pra mim, bailou pra mim
Uma criatura
Uma criatura, parou pra mim
Olhou pra mim, bailou pra mim
Uma criatura, parou pra mim
Olhou pra mim, bailou pra mim
Uma criatura

sobre filmes e premiações

fevereiro 22, 2017

Image3

 

Uma boa safra de filmes indicados e premiados fizeram a festa neste verão. Claro, tem altos e baixos. Para um monumental e maravilhoso Lalaland, tem a chata da Tata Werneck mais uma vez interpretando ela mesmo num filme brasileiro que tomou conta dos multiplex da cidade não sobrando espaço para titulos de melhor qualidade. Uma lástima que nem todos os exibidores tenham sensibilidade para relegar esta invenção da Rede Globo ao Corujao da Madrugada.

***

Bom, quem passa ao largo dessas baboseiras, teve a chance de assistir não somente ao belo e mágico Lalaland (deve ganhar o Oscar assim como ganhou o Globo de Ouro, o Bafta e outras premiações) e outros bons filmes que passaram em outros cinemas da cidade como os do Shopping Barra e os do Shopping Paseo onde os exibidores têm sensibilidade suficiente para agradar ao público mais cabeça que frequenta essas salas.

***

Alguns desses belos filmes poderão ser vistos inclusive durante o Carnaval nas  salas de arte do Shopping Paseo Itaigara. Tá, os cineminhas andam meio com cheiro de mofo. Mas se os filmes são bons, as mazelas nem se fazem sentir. No Paseo estão em cartaz em horários alternados: A qualquer custo, Lion, uma jornada para casa, Estrelas Alem do Tempo, Manchester a Beira mar. Este último (ainda não vi) tem agradado em cheio a todos os que assistiram apesar da historia triste.

***

Lion eu classifico como um belo poema sobre perdas e recompensas, solidão e amizades, persistencia, sobre sofrer mas sonhar com o belo da vida. Um menino se perde do irmão, é adotado por uma familia australiana, se livra da pobreza e de um destino  trágico, mas nunca esqueceu a familia de verdade, a quem ele busca encontrar 25 anos depois. O filme é simplesmente lindo. Talvez não ganhe nenhum dos seis Oscar, mas ficará gravado na alma.

***

Estrelas além do tempo é mais do que um filme de denuncia de racismo. Sim, tem isso e você fica indignado com o que acontece. Mas, tem muito alem disso. São tres mulheres simplesmente geniais que ajudam a colocar o americano no espaço. Calculos que nem os gênios brancos da Nasa conseguem fazer, as tres negras da Virginia conseguem fazer numa boa. Uma delas desafia os homens e o preconceito e se torna engenheira, a outra é a genia da matemática que o astronauta considera a unica capaz de calcular sua reentrada na atmosfera com precisão. A terceira estuda computação sozinha e poe para funcionar o trambolho que a IBM instala na Nasa e que ninguem consegue manejar.

***

Qual eu prefiro? Filmes sobre mulheres me tocam mais. Sou Estrelas alem do tempo desde criancinha, mas a mágica de Lalaland me encantou. Amo a música, a realização dos sonhos, o numero de abertura é o máximo. Sou péssima de prognósticos. E tivemos A Malvada que de todas as indicações só levou uma. Mas de todos, seja o que ganhar, MERECEU. E olhe que ainda falta eu assistir vários dos indicados.

PS: depois falo sobre Moana e Sing.

Carnavais Antigos – Frenesi

fevereiro 15, 2017

Ademar FurtaCor

Frenesi balançando a massa
Haja folia no trio
Quando a banda passa
Soltando fumaça
De vapor a mais de mil
Menina da cor da prata

Gata se confunde flor
Transe de magia graça e alegria
De um brilho furtacor

É quando o toque do agogô
Chama a galera pra dançar
Ao som do rufar do tambor
Um frevo axé barbarizar

Brilhar o sol sente o calor
Do som
Frenesi balançando a massa

Boca de beijo carmim
Menta aclara o dia aumenta a euforia
Quero esse sabor pra mim
Menina da cor da prata

Gata se confunde em flor
Transe de magia, graça e alegria
De um brilho furta cor

 

Carnaval 2017 – Mulheres no Poder – Psirico

fevereiro 14, 2017

Ê, Ê, Ê, Ê… Mulheres no comando

Mulheres no poder

Ê, Ê, Ê, Ê… Mulheres no comando

Mulheres no poder

Mulherada depois de pegar uma praia

E acender a marquinha vamos causar na balada

É hoje, hoje é tudo de mainha

No comando só as solteirinhas a baladinha promete…

A baladinha promete

Desce combo de Whisky, com Amarula e Chandom da Tekila pra novinha que o couro vai comer

Ê, Ê, Ê, Ê… Mulheres no comando

Mulheres no poder

Ê, Ê, Ê, Ê… Mulheres no comando

Mulheres no poder

Ô gira gira… gira, gira, gira

É tudo nosso… gira, gira, gira

Ô gira gira… gira, gira, gira

É tudo nosso… gira, gira, gira

Ê, Ê, Ê, Ê… Mulheres no comando

Mulheres no poder

Ê, Ê, Ê, Ê… Mulheres no comando

Mulheres no poder

Os miseráveis – In My Life / A Heart Full Of Love

março 1, 2013

MARIUS
In my life
She has burst like the music of angels
The light of the sun
And my life seems to stop
As if something is over
And something has scarcely begun.
Eponine
You’re the friend who has brought me here
Thanks to you I am one with the gods
And Heaven is near!
And I soar through a world that is new that is free

EPONINE (to herself)
Every word that he says is a dagger in me!
In my life
There’s been no one like him anywhere
Anywhere, where he is…
If he asked… I’d be his

MARIUS & EPONINE
In my life
There is someone who touches my life

MARIUS
Waiting near

EPONINE
Waiting here

MARIUS:
A heart full of love
A heart full of song
I’m doing everything all wrong
Oh God, for shame
I do not even know your name
Dear mademoiselle
Won’t you say?
Will you tell?

COSETTE:
A heart full of love
No fear, no regret

MARIUS:
My name is Marius Pontmercy

COSETTE:
And mine’s Cosette

MARIUS:
Cosette, I don’t know what to say

COSETTE:
Then make no sound

MARIUS:
I am lost

COSETTE:
I am found

MARIUS: EPONINE:
A heart full of love He was never mine tolose

MARIUS & COSETTE:
A heart full of you

MARIUS: EPONINE:
A single look and then I knew Why regret what could notbe?

COSETTE:
I knew it, too

EPONINE:
These are words he’ll never say
Not to me

MARIUS: EPONINE:
From today
Not to me,
COSETTE: Not for me
Ev’ry day

MARIUS & COSETTE: EPONINE:
His heart
For it isn’t a dream Full of love
Not a dream after all He will never feelthis way

Retrô 2011: Novelas

dezembro 21, 2011

Cordel Encantado foi a grande novela de 2011. Prova que, para fazer sucesso, não é preciso ser fiel a realidade e nem passar só violências e baixarias. Uma faixa de horário que Matou a pau foi o Vale a pena ver de novo que trouxe de volta duas grandes novelas: O Clone e Mulheres de Areia. Num raio xis do que aconteceu em 2011, temos:

Cordel Encantado – Um encanto de novela que a Globo, num lampejo de lucidez, resolveu exibir as 18 horas. Os duetos e duelos entre princesa e plebeu, nobres e foras da lei, bandidos agradaram em cheio. Foi gol de placa para um horario que, antes disso, vinha apresentando mesmices e historinhas chatas.

Morde e Assopra – No horário das 19horas, Walcyr Carrasco assinou a historia que trouxe um par romântico formado por Adriana Esteves e Marcos Pasquim, uma dupla que vem dando certo desde a divertidissima Kubanacan. Mas outros personagens roubaram a cena como o gay Aureo, o casal Zaza e Minerva, e o robô Zariguim alem da menina Tonica. Chata e forçada foi a participação de Cassia Kiss como a faxineira Dulce. Do meio pro fim da novela ficou cansativo.

Rebelde – Remake brasileiro do sucesso mexicano, a novela vem agradando a molecada com suas tramas ingênuas que lembram os primeiros tempos de Malhação. Os meninos são bonitinhos, a música simpática, mas o problema é que está se estendendo demais e falta alguma consistencia no texto. No mais, é tudo bonitinho, certinho e vai por ai.

Vidas em Jogo –
quem tiver mais o que fazer, nem veja esta novela. Pura baixaria e violência que a Record apresenta 23 horas. ùnica ressalva para a atuação de Thais Ferçosa que acaba se sobressaindo mais do que a mocinha (chata, aliás) Juliane Trevisol.

Insensato Coração – Chata e com excesso de violência, é o tipo de historia a ser esquecida. Alias, que novela, heim? Acabou que os bandidos Norma e Leo se sobressairam mais do que os herois Marina e Pedro. Bom, não dá pra comparar Paola Oliviera com Gloria Pires, nem Eriberto Leão com Gabriel Braga Nunes (perfeito como o bandido quase psicopata que não mostrava emoções)

 

 

Painho m- Baiano e os novos caetanos

dezembro 9, 2011

Já não se fazem novelas como antigamente

outubro 21, 2011

Não se fazem mesmo novelas como antigamente e a maior prova disto é o remake de O Astro, sucesso de Janete Clair na década de 70, que a Globo vem exibindo por volta das 23 horas desde julho. Claro que os mais de 30 anos de distancia entre a primeira versão e hoje fazem diferença, mas a essencia da novela de Janele Clair foi embora com um excesso de violência, falsidade e maldade que não era preciso.

***

Se o remake de O Astro não valer, então é só conferir Mulheres de Areia, de Ivani Ribeiro, que a emissora vem transmitindo no Vale a Pena ver de novo. esta novela realmente faz jus ao nome do programa. Vale a pena mesmo ver de noco e comparar com as duas novelas subsequentes: Malhação (mais maluca e sem pé nem cabeça do que nunca) e A Vida da Gente, esta ultima sendo chamada por ai de “Dramalhão das seis”.  Depois de um mega sucesso como Cordel Encantado, realmente fica dificil. Ainda mais que nos ultimos dias vem concorrendo diretamente com Rebelde, o folhetim infanto-juvenil da Record.

***

Rebelde acaba se saindo melhor do que Malhação e A Vda da Gente. É mais ingênua, os personagens são bonitinhos, tem humor, leveza e insere questões ligadas a juventude e adolescência de forma leve. Sem forçar barra ou dar liçõezinhas de moral muito baratas. Não tem o clima pesado e chato de Malhação que nesta temporada está pior do que nunca e prova que as novelas não são mais as mesmas. Dá saudade dos tempos de Mocotó e dos outros meninos dos primeiros anos da novelinha.

***

Morde e Assopra terminou em clima de fantasia e cumprindo o papel de divertir. Entre tudo destaco Andre Gonçalves como Aureo. Estava engraçado e quebrou um pouco o ranço do politcamente correto que acaba se tornando chato quando algumas pessoas consideram que o engraçado é errado. Quanto a Aquele Beijo, o pouco que eu vi, não agradou, não. O problema maior é Grazi Massafera. Tanta atriz boa sem emprego…

***

Fina Estampa merece ser deletada. Em Duas Caras, Agnaldo Silva já havia errado a mão e deixado a desejar. Dessa vez, nem parece o mesmo autor que encantou e prendeu o espectador com sua Senhora do Destino, em que contou o drama de Maria do Carmo e sua filha perdida e mostrou um pouco da vida na Baixada Fluminense. Resolveu mudar seu foco para a Barra da Tijuca e adjacencias e o resultado não tem sido dos melhores. pena que a Globo inista sempre com as mesmas formulas e os velhos autores. Que tal mudar?

***

Vidas em Jogo segue a linha de outras novelas da Record: violência pura e algum histerismo. Para quem reclamou da violência que a personagem de Dira Paes vem sofrendo em Fina Estampa, tem o problema entre a personagem de Lucinha Lins e seu marido em Vidas em Jogo. Muito pior e mais violento, mas passando despercebido. Juliane Trevisol não está convencendo como a mocinha Rita. Mas, pontilhada de ex-globais, a novela não é melhor, nem pior do que as concorrentes. É apenas mais um folhetim. E pronto.