Archive for abril \30\UTC 2017

In Memoriam: como nossos pais

abril 30, 2017

Belchior

Não quero lhe falar
Meu grande amor
Das coisas que aprendi
Nos discos
Quero lhe contar como eu vivi
E tudo o que aconteceu comigo

Viver é melhor que sonhar
Eu sei que o amor
É uma coisa boa
Mas também sei
Que qualquer canto
É menor do que a vida
De qualquer pessoa

Por isso cuidado, meu bem
Há perigo na esquina
Eles venceram e o sinal
Está fechado pra nós
Que somos jovens

Para abraçar meu irmão
E beijar minha menina na rua
É que se fez o meu lábio
O meu braço e a minha voz

Você me pergunta
Pela minha paixão
Digo que estou encantado
Como uma nova invenção
Vou ficar nesta cidade
Não vou voltar pro sertão
Pois vejo vir vindo no vento
O cheiro da nova estação
E eu sinto tudo na ferida viva
Do meu coração

Já faz tempo
E eu vi você na rua
Cabelo ao vento
Gente jovem reunida
Na parede da memória
Esta lembrança
É o quadro que dói mais

Minha dor é perceber
Que apesar de termos
Feito tudo, tudo, tudo
Tudo o que fizemos
Ainda somos os mesmos
E vivemos
Ainda somos os mesmos
E vivemos
Como os nossos pais

Nossos ídolos
Ainda são os mesmos
E as aparências, as aparências
Não enganam, não
Você diz que depois deles
Não apareceu mais ninguém

Você pode até dizer
Que eu estou por fora
Ou então
Que eu estou enganando

Mas é você
Que ama o passado
E que não vê
É você
Que ama o passado
E que não vê
Que o novo sempre vem

E hoje eu sei, eu sei
Que quem me deu a ideia
De uma nova consciência
E juventude
Está em casa
Guardado por Deus
Contando o seus metais

Minha dor é perceber
Que apesar de termos
Feito tudo, tudo, tudo
Tudo o que fizemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Como os nossos pais
Add a playlist
Tamanho
A
A
Cifra
Imprimir
Corrigir
Composição: Belchior · Esse não é o compositor? Nos avise.
Legendado por Jean
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Recomendar Twitter Google+
Mais ouvidas de Belchior

Ver todas as músicas de Belchior →
Coração Selvagem
A Palo Seco
Alucinação
Apenas Um Rapaz Latino-americano
Tudo Outra Vez
Divina Comédia Humana
Velha Roupa Colorida
Fotografia 3X4
Comentários a Respeito de John
Sujeito de Sorte
Paralelas
Como Nossos Pais
Na Hora do Almoço
Pequeno Mapa do Tempo
Conheço o Meu Lugar
Todo Sujo de Batom
Galos, Noites e Quintais
Não Leve Flores
Medo de Avião
Como o Diabo Gosta
Playlists relacionadas

Ver mais playlists →

Recomendados para você

Alucinação – Belchior – LETRAS.MUS.BR

Triste Bahia – Caetano Veloso – LETRAS.MUS.BR
Patrocinado
1 Truque para controlar a pressão alta
Solução para Hipertensão
Patrocinado
O que é Ejaculação Precoce e como Cura-la Naturalmente
Programa Cae 4S
Patrocinado
Fotos de antes e depois geram polêmica entre blogueiras e creme…
Instantly Anti-Aging
Recomendado por
MAIS ACESSADOS
Todos Rock Gospel Sertanejo Funk Mais
Ver mais músicas e artistas →
Despacito (part. Daddy Yankee)
Luis Fonsi
Despacito (Remix) (feat. Luis Fonsi & Daddy Yankee)
Justin Bieber
Trem Bala
Ana Vilela
Vai Embrazando (part. MC Vigary)
MC Zaac
Te Assumi Pro Brasil
Matheus e Kauan
Fica (part. Matheus e Kauan)
Anavitória
Shape Of You
Ed Sheeran
Eu Não Quero Casar
Thiago Matheus
Eu Era
Marcos e Belutti
Ka Ka Ka
Ney Alves
Luis Fonsi
Justin Bieber
Henrique e Juliano

play
aleatório opções playlist
Todos os artistas
ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ0/9
Músicas
Top músicas
Atualizações
Lançamentos
Playlists do Letras
Crie suas playlists
Rádios
Artistas
Top Artistas
Top Álbuns
Participe
Crie seu perfil musical
Envie álbuns
Envie letras
Correções de letras
Sobre o site
Ajuda
Anuncie no Letras
Termos de uso e Política de privacidade
Regras de uso
Aplicativos e plugins
Disponível no
Google Play
Baixar na
App Store
Baixar na
Microsoft
Plugin
Chrome
Windows
Media Player
Windows
Winamp
Mac
iTunes
Siga o Letras
Facebook Instagram Twiter
Idiomas
Ver en español See in english
Studio Sol
Feito com amor em Belo Horizonte
© 2003 – 2017, 2.4 milhões de músicas, 64.8 milhões de visitas em Março
Muito mais que letras de músicas
Mais música em:
Cifra Club Palco MP3
Parceiro
R7.com
 

Anúncios

In Memoriam: Ninguém Poderá Julgar-me

abril 30, 2017

Jerry Adriani

Que a verdade me faz mal eu sei
O que ela faz é a mim, não a ti

Ninguém poderá julgar-me
Nem mesmo tu
(que a verdade é malvada eu sei)
Meu erro eu fiz a meu modo
Não estavas tu
(que a verdade é malvada eu sei)
Te vias pensando em mim
Ficou bem contente em ver
Que há muita gente que
Se enganou assim
Sem saber porque

Eu tinha direito a sorte que escolhi
às vezes aos desenganos até sorri
Se volto a te procurar
Te basta saber enfim
Na certa algum anjo bom
Devolveu-me a ti e aqui estou

Se enganei-me um dia
Agora é que compreendi
Que custou-me caro o que perdi
Ao abrir-me os braços verás porque
Confiei a ti o que espero ter

Muito, muito mais que antes
Eu te amarei
E direi a todos somente tu
E nenhuma outra em meu futuro
Me ensinará que fazer de mim