Archive for julho \05\UTC 2011

Para quem assistiu Midnight in Paris: Let’s do It

julho 5, 2011

Cole Porter
Why even in France the best upper sets do it

Lithuanians and Letts do it
Let’s do it, let’s fall in love

In old Japan, all the Japs do it
Up in Lapland little Laps do it
Let’s do it, let’s fall in love

The Deutch in old Amsterdam do it
Not to mention the Fins
Folks in Siam do it – think of Siamese twins

In shallow shoals English souls do it
Goldfish in the privacy of bowls do it
Let’s do it, let’s fall in love

The chimpanzees in the zoos do it
Some courageous kangaroos do it
Let’s do it, let’s fall in love

I’m sure giraffes on the sly do it
Even eagles as they fly do it
Let’s do it, let’s fall in love

Electric eels I might add do it
Though it shocks em I know
Why ask if shad do it – garcon de “shad roe”

The world admits bears in pits do it
Even Pekingeses at the Ritz do it
Let’s do it, let’s fall in love

The royal set sans regret did it
And they considered it fun
Marie Antoinette did it – with or without Napoleon

Parliament pleasure bent did it
Mam’selles every time their short of rent did it
Let’s do it, let’s fall in love

http://www.vagalume.com.br/cole-porter/lets-do-it.html#ixzz1RBIhs2ff

Anúncios

Letras e imagens

julho 4, 2011

Fatima Dannemann

Livros

Água para elefantes – de Sara Gruen – Alem da descrição da vida errante nos circos americanos durante a década de 30, logo após a quebra da bolsa de valores, a grande depressão e a lei seca, o livro dá uma pincelada na vida que os idosos levam em abrigos ou internatos: cercados de cuidados, imersos em lembranças e esperando a visita da familia que nunca chega para bucar. A obra alterna a vida de Jacob na velhice e nos tempos em que era veterinário em um circo.

A Casa Torta – de Agatha Christie – muito provavelmente, o leitor vai precisar recorrer a sebo, bibliotecas ou pedir emprestado aos amigos para travar conhecimento com um(a) dos(das) mais perversos(as) criminosas que a autora inglesa criou. E os motivos futeis que levam ao assassinato, chocam. Detalhe, Agatha considerava este seu melhor livro. Pode não ser, mas vale a pena.


Filmes

Meia-Noite em Paris – Woody Allen traz um pouco de fantasia com direito a homenagem aos artistas e escritores que viveram em Paris e formaram a geração perdida. Tudo embalado pela musica de Cole Porter, num dos melhores momentos do cinema até agora. Imperdivel.